30

jul

Família Catenacci apoia as atividades de saúde há dois anos !!!!

Família Catenacci apoia as atividades de saúde há dois anos !!!!

A Fundação Julita nasceu a partir do sonho de uma família! E a relação familiar também está na essência do trabalho da organização, pois o núcleo familiar é o principal beneficiado pelos projetos sociais que contemplam mais de 1 mil famílias em vulnerabilidade social.

Núcleos familiares, como a família Catenacci, apoiam projetos sociais da Fundação, fortalecendo o trabalho realizado e demonstrando a coerência e a seriedade da atuação da organização de mais de 67 anos na comunidade do Jardim São Luís.

Leia mais na entrevista com Maíra Catenacci:

- Há dois anos a família Catenacci apoia o projeto do Centro de Educação em Saúde da Fundação Julita, por que apoiar a Julita e o Centro de Saúde?

Nós fomos apresentados à Fundação Julita por um amigo em comum. Há algum tempo minha família já buscava uma instituição que pudesse ajudar, como forma de retornar à sociedade tudo o que nos foi dado na vida de bom.

Somos privilegiados em tantas esferas, que acreditamos ser um dever enquanto cidadãos ajudar outras pessoas a poderem ter a chance de construir algo para si próprias (e nada melhor que investir na educação e saúde)”. 

Apresentar aos demais núcleos o projeto de Saúde da Fundação foi uma iniciativa de um dos membros da família, atualmente acadêmica na área da saúde também.

Não tivemos dúvidas de que a área da saúde da Fundação tinha um papel determinante para a manutenção da saúde, não somente física como mental, daqueles que se envolviam nos projetos da organização.

Entendemos que há muitas demandas de diversas áreas diariamente na Julita, mas, como a Fundação tem grande impacto no atendimento da saúde de sua comunidade, entendemos que esta seria uma das principais áreas para ser investir.

- A família Catenacci já apoiou outros projetos sociais? Qual a importância de famílias e pessoas físicas apoiarem projetos sociais como o da Fundação Julita?

Já chegamos a investir na construção de uma creche na zona norte de São Paulo. Entretanto, na época, fomos convidados a participar de uma festa e soubemos que havia alguns políticos envolvidos na captação de recursos para a creche também. E é uma premissa nossa, como família, não misturar política com investimento no Terceiro Setor, uma vez que, infelizmente, a política do país nem sempre age das melhores formas. Preferimos ajudar instituições laicas, sem envolvimento de partidos e sem ligações com qualquer político de forma direta ou indireta.

- Na nossa sociedade há muita desconfiança em relação ao trabalho de organizações sociais. Por outro lado, não temos uma Cultura de Doação como em outros países. Para quem quer contribuir para a sociedade civil organizada quais as dicas que você daria?

A renda do país é altamente concentrada na elite brasileira e sabemos que, se contribuíssem um pouco, poderíamos fazer muito mais até mesmo em relação ao que o próprio governo faz.

“Acreditamos que as coisas possam mudar, claro, com a ajuda dos órgãos governamentais também, mas o envolvimento de famílias certamente acelera o processo de mudanças nesse meio social. Além de tudo, quem mais ganha somos nós – que aprendemos muito mais sobre o humano e em como juntos podemos ir mais longe”.

Temos uma dificuldade em acreditar uns nos outros, principalmente porque estamos presos num ciclo vicioso da cultura do nosso país que alimenta o “cada um por sí”. Temos uma consciência coletiva praticamente inexistente aqui no Brasil. Há pouco entendimento que, se cada um fizer realmente a sua parte, o impacto é infinitamente maior e melhor. E, no fim, a vida de cada indivíduo fica melhor.

“Temos um processo corruptivo engendrado nas veias desse país, e isso gera muita frustração e suspeita naqueles que querem ajudar mais. Contudo, existem instituições que querem e conseguem trazer transparência em seus processos, que são realmente idôneas e verdadeiramente empenhadas em transformar a sociedade pela ação coletiva. São instituições que entenderam seu papel de disseminadores do bem, ‘possibilitadoras de talentos e transformadoras de valores e morais’. Acreditamos que a Fundação Julita faça isso com maestria e é por isso que iremos seguir juntos até quando nos for possível ajudar a todos nessa sociedade”!

 

Compartilhe

Fale Conosco

Quer fazer uma doação, saber mais sobre a Fundação Julita ou ser um parceiro? Entre em contato conosco, teremos o maior prazer em te atender!

Entrar em contato