04

dez

Encontro de Jovens Monitores reúne gerações

Encontro de Jovens Monitores reúne gerações

Em torno de 60 jovens participaram do encontro de alunos e ex-alunos do curso “Jovens Monitores em Esporte”. A atividade reuniu gerações de educandos da Fundação Julita.

O projeto “Jovens Monitores em Esporte”, que existe desde 2012, trabalha o projeto de vida dos educandos incentivando o ingresso de jovens da comunidade no curso superior de Educação Física, visando uma formação humanista que posteriormente devolva à comunidade todo o conhecimento acadêmico adquirido em prol do desenvolvimento local.

Com apenas 7 anos de existência, o “Jovens Monitores em Esporte” já beneficiou 162 jovens, sendo que 24 ingressaram na faculdade de Educação Física e 10 jovens, em demais cursos acadêmicos.

O GRANDE DESAFIO ACADÊMICO


A Fundação Julita acredita na missão de incentivar os jovens a ingressarem no ensino superior, diante da necessidade de ter jovens da periferia ocupando as universidades, adquirindo conhecimento e devolvendo para a base, como uma forma de obter mudanças estruturais na sociedade, com mais inclusão, solidariedade e desenvolvimento local.

Porém, muitos desafios são colocados para os jovens da periferia quando o tema se trata de educação formal, o que se repete na questão do ensino superior.

 

Temos o desafio de quebrar algumas construções históricas que prega que o jovem tem que ir para o mercado de trabalho aos 14 ou 16 anos, aceitando qualquer função, e a universidade vai ficando mais distante e difícil. O jovem de periferia, especialmente, é cobrado o tempo todo pela sociedade, muitas vezes pela própria família, de que precisa trabalhar.

Com isso, o estudo acaba sendo deixado de lado”, analisa Jânio de Oliveira, Gestor Geral da Fundação Julita.

Além da falta de apoio das famílias, os jovens relataram no Encontro outras etapas que tiveram que vencer para chegar até a faculdade, como a falta de recursos para pagar a universidade e até mesmo os custos para frequentá-la e também o de completar o ensino médio. Fatores como esses nos levaram a procurar parceiros para o desdobramento do projeto, dando início ao “Comunidade em Movimento”, no qual 10 jovens recebem bolsa-auxílio e 9 deles bolsa-universidade para cursarem Educação Física na Universidade Senac. Em contrapartida, retornam o benefício por meio de monitorias de práticas esportivas que beneficiam 1.200 pessoas da comunidade.

 

HISTÓRIAS DE TRANSFORMAÇÃO


A educação libertadora é a base para transformar pessoas e pessoas transformam a sociedade. Veja os relatos dos jovens que vieram ao encontro:

 

Eu entrei na Universidade de Pedagogia graças à vivência que tive no Jovens Monitores fazendo atividades com as crianças. Eu fui me descobrindo nesse processo de educação”. – Lucas Andrade, ex-educando dos Jovens Monitores, atual educador do Programa Ipê-Amarelo da Julita.

 

Eu sempre quis fazer Educação Física e quando tive a oportunidade de fazer esse curso foi maravilhoso porque pude vivenciar o que seria a minha profissão. Eu ingressei na faculdade e me senti tranquila, eu percebia que alguns colegas de classe tinham dificuldades que eu não tinha porque dentro do Jovens Monitores eu tive uma base muito boa. Tudo que eu planejei no meu projeto de vida está em andamento” – Vanessa Teixeira, ex-educanda do Jovens Monitores em Esporte, atual universitária do curso de Educação Física.

 

 “Eu entrei na faculdade de Educação Física através do Escola da Família onde atuo diretamente com crianças da comunidade. E, com o conhecimento que eu obtive no Jovens Monitores, já consigo mediar atividades nos fins de semana. O projeto, para mim, foi muito importante, até mesmo dentro da faculdade”. – Henrique da Silva, ex-educando do “Jovens Monitores em Esporte”, atual universitário do curso de Educação Física.

 

Estou na Julita há 8 anos, estudo com a minha irmã e nós dois vamos começar a Faculdade juntos. Tudo isso é muito precioso! Por questões financeiras, nós não iríamos conseguir entrar na faculdade, agora seremos os primeiros da família a ingressar na universidade”, Bruno Cunha, estudante de Educação Física pelo projeto Comunidade em Movimento da Julita.

Estou há 10 anos na Julita. Cheguei a entrar na Faculdade em 2015, mas tive que parar. Ano passado tentei de novo cursar e não consegui. Então, quando surgiu essa oportunidade do projeto, eu fiquei muito feliz e pensei: ‘agora chegou a minha hora’! Esse projeto chegou no momento certo! Neste ano eu comecei a estudar”, Jemerson Araújo, estudante de Educação Física pelo projeto Comunidade em Movimento da Julita.

Pareiros

Desde 2012, o curso “Jovens Monitores em Esporte” só foi possível graças a parceiros como a Fundação Prada que acreditou no potencial dos jovens beneficiados. Em 2018, o projeto cresceu com o “Comunidade em Movimento”, contando com a parceria da Fundación Mapfre e do Senac, que financiam, respectivamente, a bolsa-auxílio e a bolsa integral das mensalidades da universidade.

Compartilhe

Fale Conosco

Quer fazer uma doação, saber mais sobre a Fundação Julita ou ser um parceiro? Entre em contato conosco, teremos o maior prazer em te atender!

Entrar em contato