11

dez

Encontro Cultural da Julita incentiva a economia local

Encontro Cultural da Julita incentiva a economia local

No último dia 01 de dezembro, a Fundação Julita realizou o Encontro Cultural 2018 – Território de Possibilidades – com um público estimado em 1.500 pessoas.

O evento que teve como base o fortalecimento do território através da valorização da cultura, arte e economia local, reuniu 22 expositores da comunidade. Destes, treze empreendedores são ligados ao artesanato, literatura, design, moda, sustentabilidade, produtos orgânicos, tatuagem, cosméticos artesanais e 9 empreendedores, do ramo da gastronomia. Além disso, diversos coletivos e artistas musicais se apresentaram.

Para completar, educandos do curso Gestão de Alimentos, do Programa Paineira da Julita(formação de jovens para o mercado de trabalho), criaram miniempresas de alimentos e venderam os produtos no evento, como trabalho de conclusão do curso; os educandos do Programa Ipê-Amarelo realizaram a intervenção cultural "Museu do Futebol: Bebendo de outras Fontes"; organizaram a exposição "Violência doméstica e feminicídio"; organizaram  uma "Mini Copa" com o time trans Meninos Bons de Bola; as educadoras do Programa Castanheira fizeram a Contação de História: "Viajando pela África"; educandas do Programa Jovem Aprendiz da Julita fizeram grafite; o Centro de Educação Ambiental e o Programa Castanheira fizeram oficina de confecção de colares; ainda aconteceram: roda de capoeira, oficina de pintura em papel, oficina de tintas naturais; oficina de "Música Sample", com Luiz Ricas. 

Com isso, o Encontro Cultural 2018 – Território de Possibilidade – proporcionou uma tarde diferenciada para a comunidade reunindo famílias e amigos em prol do desenvolvimento local, mostrando que é possível adquirir e consumir produtos de qualidade, no próprio bairro, feitos por empreendedores, artistas e artesãos da região, respeitando todo o processo criativo de criação, produção e circulação.

UMA NOVA FORMA DE SER E PENSAR

O Encontro Cultural tem o intuito de fomentar novas formas de economia que, juntas, podem alavancar o desenvolvimento local, como a Economia Criativa e a Economia Solidária. Como a cultura pode influenciar o desenvolvimento local? No Encontro, vimos um retrato de como isso pode acontecer.

A Economia Criativa é um dos setores que mais cresce e rende milhões por ano. É o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade que gera valor econômico. Esse mercado criativo estimula a geração de renda, cria empregos e produz receitas de exportação, enquanto promove a diversidade cultural e o desenvolvimento humano. 

A Economia Solidária é um conceito que veio das cooperativas, associações, redes de cooperação. É um jeito diferente de produzir, vender, comprar e trocar o que é preciso para viver. Sem explorar os outros, sem querer levar vantagem, sem destruir o ambiente. Cooperando, fortalecendo o grupo, cada um pensando no bem de todos e no próprio bem.

Imagine um grupo de costureiras se unindo para comprar juntas um tecido. Daí, por conta de o pedido ser muito grande, todas conseguem um descontão. Isso é economia solidária!

 "Importante promover alternativas às práticas de economia tradicionais, reconhecendo valores como a cooperação, a criatividade e a identidade dos territórios”, completa o Gestor Geral da Fundação Julita, Jânio de Oliveira.

 AGRADECIMENTOS

Nossa gratidão a todos os expositores, coletivos e artistas que ajudaram a fazer do Encontro Cultural 2018 – Território de Possibilidades – um grande evento!

 Coletivo Mulheres Negras; Aondê;  Rosângela; Além da Lenha; Marilda; Areia Bijoux; Coarte; Adriana; Sebo do augusto; Da Cor da Pele Ateliê; Stúdio Maha Tattoo & Microblading; e-Bairro; Flora Interior – Terapias; Cathedral BurgerDany & Paulos Doces; Doçura Explosiva; Tapioca do Hércio; Rudiefoodie; Coletivo Dedoverde; Luciano; Ângela – (Acarajé); Jorge da Pipoca; Cortejo Nação Julita;  Grupo Cultura Popular Amapense; Apresentação de Dança NCI da Julita; Grupo Espírito de Zumbi; Grupo Raizarte; Samba Rock; Grupo Candongueiros do Campo Limpo; Orquestra de Violões Julita; Chuva de Caju; Soul TriboCassiano Cacique

VOLUNTÁRIOS

Leu DiCampana – Fotógrafo

Confira o álbum de fotos AQUI

Compartilhe

Fale Conosco

Quer fazer uma doação, saber mais sobre a Fundação Julita ou ser um parceiro? Entre em contato conosco, teremos o maior prazer em te atender!

Entrar em contato